Tag Archive: windows


Estendemos à partir de hoje, o suporte de nosso serviço de suporte técnico profissional ao gerenciador de bancos de dados livre PostgreSQL às plataforma MS Windows Server (todas as edições do MS Windows 2003 e MS Windows 2008).

Estreiamos o serviço de suporte somente na plataforma Linux e agora com um passo natural, passamos a suportar a outra grande plataforma em que o mais sofisticado SGBD livre do mundo roda.

A mesma qualidade e parâmetros de atendimento passa a ser dispensada ao MS Windows.

Não há distinção entre plataforma nos preços do suporte técnico. O cliente pode ficar completamente confortável em escolher a plataforma que melhor lhe atende em seus negócios.

Mais informações sobre o serviço e formas de contratação em:  http://bsrsoft.com.br/portal/suporte-profissional-ao-postgresql/

Anúncios

Mais um exemplo a ser registrado sobre a gravidade bastante concreta do problema dos códigos maliciosos.

O computador central responsável por registrar falhas dos aviões da companhia aérea Spanair foi impedido de contabilizar o número de problemas de uma aeronave em 2008 porque estava infectado com vírus do tipo cavalo de troia, segundo reportagem publicada na edição desta sexta-feira (20) do jornal “El País”. No mesmo ano, em 20 de agosto, o avião acabou sofrendo um acidente durante decolagem no aeroporto de Barajas, em Madri, matando 154 pessoas.

Se estivesse funcionando corretamente, o sistema poderia ter impedido o processo de decolagem, já que, pouco antes do avião partir, foi registrada uma falha técnica em um sensor da aeronave. A mesma falha havia se manifestado duas vezes no dia anterior. Se estivesse funcionando normalmente, o computador teria acusado a repetição, alertando técnicos da companhia. O sistema, no entanto, estava infectado, e não registrou as ocorrências da véspera do acidente.

(…) Dois erros foram registrados no dia anterior ao acidente. No dia do acidente, quando os mecânicos tentaram inserir no banco de dados um problema detectado pelo comandante da aeronave, eles não teriam conseguido realizar a operação devido a erros causados pelo código malicioso, segundo as informações mais recentes obtidas pelo jornal espanhol. (…) (via g1.globo.com e BR-Linux.org)

O técnico-chefe em eletrônica da plataforma de petróleo Deepwater Horizon testemunhou que um computador na plataforma que monitorava e controlava as operações de perfuração estava congelando e exibindo a tela azul da morte antes da explosão da sonda que marcou o início do vazamento de petróleo na costa do Golfo. O congelamento significava que o sondador não tinha acesso às informações necessárias sobre a perfuração. Michael Williams, que é um ex-fuzileiro naval, disse ainda que o alarme de segurança a bordo da plataforma havia sido mudado para um modo que evitasse acordar os membros da tripulação que estivessem dormindo. O alarme de segurança era pra alertar a tripulação sobre níveis perigosos de gases combustíveis.

Fobte: http://www.brc.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2214&Itemid=362&lang=pt_BR

Por Katherine Noyes, da PC World/EUA

Difícil, complicado e incompatível são algumas das acusações que pesam contra o sistema livre.

Não causa surpresa que, na comparação com outros sistemas operacionais, o Linux seja visto como difícil de usar – uma concepção que é rotineiramente explorada pela concorrência, interessada em espantar potenciais novos usuários do sistema.

Quer um exemplo? Numa página publicada recentemente no site inglês da Dell – e que foi retirada em seguida -, a fabricante de PCs sugeriu que o sistema Ubuntu Linux é indicado principalmente para usuários “interessados em programação de código aberto”, que não se importam em “aprender a usar novos programas para e-mail, processamento de texto etc”.

Para o restante – ou seja, quase todo mundo -, a Dell recomenda Windows. Que mais ela poderia fazer para desencorajar a maioria, com exceção dos mais determinados?

Por outro lado, tornou-se claro nas últimas semanas que a Dell está sofrendo de algum tipo de conflito interno quando se trata de Windows. Esta página, afinal, ainda está no site.

Independentemente disso, está na hora de acabar de uma vez por todas com essa noção de que Linux é muito difícil.

1::“Não é Windows”
Quando norte-americanos e brasileiros aprendem a dirigir um carro, trafegam pela mão direita da rua. Já quem vive no Reino Unido e no Japão aprende a trafegar pela esquerda. Nenhuma opção é “mais difícil” por si – elas são apenas diferentes. Mas, uma vez que tenha se acostumado a uma das formas, pode ser estranho aderir à outra, pelo menos no começo.

Assim é com os sistemas operacionais de PC. O desktop Linux é simples, elegante e lógico, mas funciona de forma diferente com Mac e Windows.

Continue lendo

Por PC World/EUA

O fim do suporte a versões antigas do Windows pode ser uma boa oportunidade para considerar a migração para o sistema que, além de livre, é grátis.

Agora é uma hora particularmente boa para largar o Windows, tanto nas estações de trabalho como em servidores. Um exemplo: agora que a Microsoft parou de oferecer suporte para versões mais antigas do Windows em 13 de julho, você vai precisar de algo diferente para usar em seus servidores.  Esteja você mudando do Windows Server 2003 para o 2008 ou para um servidor Linux – ou trocando o cansado Windows Vista dos desktops pelo alienígena Windows 7 ou algo mais amigável – o Linux lhe dá liberdade e, principalmente, liberdade de escolha.

Você pode acreditar que deixar o Windows e migrar para o Linux é algo difícil, mas a mudança no modo de pensar e a percepção dessa mudança são o que há de mais difícil. Se você já tentou atualizar o Windows XP para o Windows 7, então sabe o que é dor.

Os empresários descobriram que o Linux, que uma dia já foi um sistema operacional de “nicho”, fornece os componentes e os serviços necessários nos quais muitos se apoiam. O Linux continua sua penetração nos maiores data centers do mundo e em centenas de milhares de desktops individuais, e domina quase 100% da indústria de serviços para a nuvem. Por tudo isso, vale a pena dedicar algum tempo para descobrir o Linux e usá-lo em sua empresa. Aqui estão dez razões para que você dê uma segunda olhada no Linux.

1::Suporte comercial
No passado, as empresas usavam a ausência de suporte comercial como a principal razão para agarrarem-se ao Windows. As “três grandes” provedoras de Linux comercial – Red Hat, Novell e Canonical – puseram esse medo a nocaute. Cada uma dessas empresas oferece suporte 24x7x365 para suas aplicações de missão crítica e serviços de negócio.

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: