Tag Archive: distribuído


Deveremos liberar nos próximos dias o primeiro alpha de nosso projeto de um sistema de arquivos distribuido e que roda sob o banco de dados MySQL 5.1 e com o Core e a API inicial escritos totalmente em PHP 5.2.

O nome do sistema de arquivos, pelo menos inicialmente é DSFS (Distributed Storage File System – Sistema de Arquivos Distribuído para Storage).

O sistema está sendo projetado prioritariamente para ser um sistema especializado em storage de grande porte e alta segurança e velocidade e para rodar em todas as plataformas e arquiteturas em que o MySQL funcione.

Criptografia nativa, metadados, organização em diretórios e um robusto sistema de permissões são os principais alvos neste momento inicial de implementação. Tudo isso e sua natureza distribuida (suportada pelo MySQL) o tornam perfeito para aplicação de strorage na nuvem, por exemplo. (storage usando cloud computing)

O sistema tirará vantagem de clusters locais e distribuidos, que assim poderão criar filesystems gigantescos e ao mesmo tempo com alta redundância, escalabilidade e facilidade inerentes ao MySQL como backup extremamente simples etc.

Pretendemos utilizá-lo em nossos serviços de storage de datacenter inicialmente. Mais aplicações estão sendo cogitadas e a comunidade será livre para utilizar a solução e adaptá-la da forma que desejar..

A licença deverá ser a opensource Apache 2.

Mais informações ficarão disponíveis aqui no blog e no site http://bsrsoft.com.br/portal/opensource/

Super Computadores - ClustersHoje, último dia de 2008, colocamos em produção em nosso Data Center Cloud toda a arquitetura para podermos fornecer on-demand (sob demanda) para nossos clientes verdadeiros cluster formando super-computadores virtualmente de qualquer potência de processamento desejada e também pelo tempo desejado.

Os clusters que forneceremos a nossos clientes de super-computação em paralelo rodam o Red Hat Linux, MySQL 5, Postgre 8 e Pyhton com a tecnologia de computação paralela Parallel Python, que naturalmente é toda escrita em Python, mas faz interface com C/C++, etc.

São altamente estáveis e escaláveis. Quando um cliente precisa de mais poder, adicionamos mais um núcleo/processador para ele usar. Quando ele já não precisa, retiramos um núcleo/processador e por aí vai.

O cliente utiliza apenas o poder de processamento aralelo que precisa e pelo tempo que precisa. Como o pagameno é devido pelo tempo  de uso dos núcleos locados pelo cliente, essa tática diminui em muito o gasto do cliente com o uso de um cluster. Ele nunca irá gastar com algo de que não precisa.

Os clientes alvo estão principalmente em áreas como engenharia, biotecnologia, química, física, estudos científicos complexos, dinâmica de fluídos, previsão do tempo, processamento de imagens e animações, etc.

Para mais informações sobre como usar nossos cluster de super-computadores, entre em contato através dos canais disponíveis em:

http://idc.bsrsoft.com.br

%d blogueiros gostam disto: