Tag Archive: debian


A BSRSoft deve começar a comercializar seu tablet a partir de agosto/2011.

Nem todas as especificações finais ainda não são públicas, mas o que pode ser adiantado é que ele rodará um Linux Debian com kernel customizado pela BSRSoft e ambiente gráfico Gnome 3 com o Gnome Shell, também especialmente customizado para os requerimentos de um tablet altamente portátil, rico em exibição de mídias, altamente produtivo para tarefas corporativas e ao mesmo tempo extremamente divertido para uso em aplicações de lazer como vídeos, música, flexibilidade na instalação de novos programas e muito mais.

Leia mais em:  http://bsrsoft.com.br/2011/04/12/bsrsoft-lancara-tablet-linux-em-agosto/

 

Em 16 de agosto de 1993, Ian Murdock fundou o que inicialmente foi chamado de ‘The Debian Linux System’, e os frutos dessa iniciativa são colhidos até hoje, não apenas pela continuidade da distribuição em si, mas também por subprodutos importantes, como a Open Source Definition, que nasceu das definições de software livre adotadas no âmbito do projeto.

Hoje, 17 anos depois, o Debian recebe os cumprimentos dos seus usuários, usuários das diversas distribuições derivadas, integrantes de sua comunidade e de todos aqueles que reconhecem a importância de sua contribuição para o cenário open source. Feliz aniversário, Debian! (via debian.org e BR-Linux.org)

A BSRSoft passa a usar como solução integrada de email para servidores dedicados a esta função, o ambinete open source (GPL v.2) iRedMail (http://code.google.com/p/iredmail/)

Passamos 3 meses em testes e homologação dele em plataforma 32 bits e 64 bits de: CentOS, Ubuntu, Debian e RedHat e o desempenho foi muito bom e todos os pré-requisitos que colocamos como alvo.

A solução iRedMail utiliza o Postfix como servidor de email e Open LDAP ou MySQL como parte de seu backend.

Algumas boas qualidades da solução iRedMail:

  • Velocidade extrema an entrega de email e processamento de filas (caracteristico de um Postfix bem afinado)
  • Estabilidade e previsibilidade
  • Baixa carga no sistema quando está tanto em atividade quanto sem processamento em andamento (pequeno foot print)
  • Flexibilidade de configuração (personalizações extremas que já são caracteristica do Postfix)
  • Instalação de Webmail em máquinas que o terão (se o adminsitrador quiser instalar)
  • Automação de todo o processo de instalação, aumentando a rapidez das implementações e minimizando possíveis erros manuais
  • Facilidade de integração com nossos sistemas cloud que utilizam email como backend

Nos próximos meses migraremos diversos servidores de email nossos para a nova solução open source adotada.

Iremos colaborar também com o projeto. Estamos estudando a melhor forma de fazê-lo (se através de financiamento ou de colaboração com código).

Mais informações sobre o andamento do uso e colaboração em:

http://bsrsoft.com.br/open_source.php

Apt-Proxy alivia a conexão com a internet

Se a conexão de internet da sua empresa vive caindo com as atualizações constantes das distribuições Ubuntu, lançadas de 6 em 6 meses, o apt-proxy é a solução ideal para montar um servidor capaz de baixar os arquivos e disponibilizá-los via rede local para vários clientes.  Se um arquivo não estiver nesse cache local, o aplicativo apt-proxy baixa-o automaticamente. Ele mantém os arquivos por um tempo definido e depois apaga-os para liberar espaço.

O primeiro passo da instalação é baixar o apt-proxy.  Execute o comando como root:

# apt-get install apt-proxy

O próximo passo é especificar algumas informações no arquivo de configuração. Abra o  arquivo de configuração /etc/apt-proxy/apt-proxy-v2.conf com seu editor preferido. Os parâmetros mais importantes são:

1)    IP e porta que serão utilizados na rede local

;; IP da rede local do servidor
address = 192.168.1.10
;; Porta
port = 9999

2)    Diretório onde os arquivos serão armazenados

;; Diretório de cache
cache_dir = /var/cache/apt-proxy

3)    Por quanto tempo ele manterá os arquivos baixados

;; Frequência de verificação
cleanup_freq = 1d

;;Tempo máximo de permanência dos arquivos
max_age = 120d

;; Número máximo de versões de um mesmo pacote armazenadas
max_versions = 3

4)    Quais repositórios serão utilizados

;; Servidores de backend, em ordem de procedência

[ubuntu]
;; Ubuntu archive
backends = http://archive.ubuntu.com/ubuntu
http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu
min_refresh_delay = 15m

[ubuntu-security]
;; Ubuntu security updates
backends = http://security.ubuntu.com/ubuntu
min_refresh_delay = 1m

Nos clientes, adicione o repositório:

deb http://192.168.1.10:9999/ubuntu jaunty main restricted
deb-src http://192.168.1.10:9999/ubuntu jaunty-security main

Agora é só fazer as atualizações normalmente, em todas as máquinas. Para acompanhar os arquivos do servidor, veja o diretório /var/cache/apt-proxy/ubuntu/pool/.

Info Online – Blog do Luiz Cruz

O sistema de computação em nuvem da BSRSoft é baseado em uma tecnologia EC2-like, tal como a utilizada pela Amazon EC2. O sistema cria sob demanda servidores em nossa nuvem que se comportam como se fossem servidores dedicados disponíveis imediatamente aos clientes com todas as caracteristicas que estes escolherem (o cliente monta o seu servidor dedicado cloud conforme sua demanda).

Esse tipo de tecnologia é ideal para aplicações missão crítica (permite rápido e barato balanceamento de cargae espelhamento entre servidores), aplicações que exigem alta escalabilidade (servidores podem ter o seu número de núcleos, tamanho de HD e quantidade de RAM aumentados em questão de minutos assim como mais servidores podem ser criados para darem conta da demanda do cliente também em minutos), aplicações que são de curto prazo (o cliente só paga pelo número de horas em que os recursos foram utilizados, não estando obrigado a pagar por um mês inteiro) e diversas outras aplicações.

Nosso sistema permite a criação, por parte de nossos clientes, de sua própria nuvem de computação em nossos clusters, de maneira simples, rápida, econômica e completamente automatizada.

Todo o sistema roda sob plataforma Linux Ubuntu Server 9.04 64 bits. Permite a criação de servidores em nuvem utilizando sistemas operacionais dos mais variados (MS Windows 2003-2008, Linux Ubuntu-CentOS-Fedora-Debian, OpenSolaris etc).

Facilidades como a interface compatível com o EC2 (reduz a curva de aprendizagem das empresas que já utilizam a ferramenta), storages disponíveis para as mais diversas aplicações (inclusive backup e repositório de SOs para a nuvem), IPs públicos disponíveis prontamente para serem atribuí­dos para os servidores na nuvem (automaticamente), protocolos de segurança interna para garantia da inviolabilidade dos dados de nossos clientes entre nuvens, reboot automático virtual de qualquer instância rodando na nuvem, tecnologia de virtualização KVM aproveitando ao máximo os recursos físicos computacionais em nossa infraestrutura e muito mais.

Clientes com mais de um servidor na nuvem ao mesmo tempo podem montar suas próprias VLANs (LANs Virtuais) para tráfego de dados entre seus servidores sem tarifação de tráfego. Esse é um ótimo recurso para tráfego entre servidores web/banco de dados, web balanceados etc.

Em breve iremos disponibilizar balanceadores de carga dedicados gratuítos para todos os clientes cloud.

Preço:


1 GB de RAM + 1 núcleo* + 1 TB de tráfego incluído + 110 GB de HD* + 1 IP* público e ilimitados IPs* privados= R$ 0,22/hora* = R$ 158,00/mês*



Núcleo* adicional = R$ 0,10/hora* = R$ 72,00/mês*

1 GB de RAM adicional = R$ 0,10/hora* = R$ 72,00/mês*

1 TB de tráfego adicional = R$ 10,00

100 GB de HD* adicionais = R$ 12,00

15 IPs públicos (bloco /28) adicionais = R$ 15,00

250 IPs públicos (bloco /24 Classe C) adicionais = R$ 300,00 (disponível para aluguel mensal somente)


*Núcleo = 1 núcleo de processamento 2.4GHz 1066FSB (2x4MB CACHE)

*HD = HD SCSI 10.000 RPM em RAID 10 suportando os servidores cloud

*Tarifação/hora = valor cobrado/hora de uso de cada servidor na nuvem posto a disposição para o cliente pelo sistema

*Tarifação/mês = estimativa de valor gasto quando o cliente utiliza os recursos durante os 30 dias do mês sem interrupção (720 horas/30 dias)

*IP público = IP válido dedicado

*IP privado = IP de rede local privativa da nuvem do cliente para comunicação entre servidores na lan virtual (sem tarifação de tráfego)

Contrate o número de horas que desejar (pré-pago). Caso deseje extender o número de horas sem desligar seus servidores, basta contratar mais horas ou 1 mês inteiro (720 horas) com o nosso suporte.

Para adquirir:  http://bsrsoft.com.br/cloud_servers.php

%d blogueiros gostam disto: