O Ubuntu 10.04 deve ser lançado hoje, e a PC World brasileira testou (a partir da versão RC, claro) e chegou a uma conclusão bem positiva, que considera a parcela majoritária dos usuários de desktops no Brasil, e evidente a partir do subtítulo: “Quem ainda acredita que “o Linux não está pronto para o desktop” deve ao menos dar uma olhadinha na mais nova versão do Ubuntu, a 10.04″.

A matéria trata das mudanças no conjunto de pacotes default (saída do Gimp, redução do GNOME Games, inclusão do Pitivi e Gwibber), elogiando o conjunto completo de aplicativos essenciais que permanecem incluídos na instalação default e fazendo um paralelo entre o Ubuntu Software Center e as lojas de aplicativos típicas de plataformas móveis, mas com uma diferença essencial: os softwares são grátis.

O desempenho e o suporte a hardware são mencionados, e a redução no tempo de boot recebe o adjetivo “impressionante”. O novo visual (e as referências ao Mac OS X) também recebe menção, assim como a presença na nuvem e a nova loja de música.

Em suma, uma análise bastante completa e positiva do Ubuntu 10.04, cuja leitura recomendo. Para encerrar, destaco um dos parágrafos da conclusão:

O conceito de “pronto para o desktop” varia de acordo com o usuário, mas acreditamos que o Ubuntu 10.04 chegou lá. Um eventual migrante do Windows para o Ubuntu teria algumas dificuldades de adaptação, sem dúvida, mas mais relacionadas à mudança de velhos hábitos do que por motivos técnicos. (via pcworld.uol.com.br)

Fonte: Augusto Campos – BR-Linux.org