A BSRSoft atingiu na tarde de hoje, após algumas melhorias na rede gigabit do cluster de supercomputação a marca dos 18,2 TFlops de potência computacional (18,2 trilhões de operações em ponto flutuante por segundo).

A marca foi atingida com nosso cluster formado por 1956 núcleos XEON, rodando inteiramente sob sistemas Linux Ubuntu Server 9.04.

Isso ainda não foi o bastante para entrarmos no famoso ranking TOP500 dos 500 mais potentes supercomputadores do mundo, mas falta pouco 🙂

O cluster é formado inteiramente por máquinas do tipo commodity (não são servidores high end).

Os 18,2 TFlops foram atingidos com um algoritimo escrito em Python utilizando a biblioteca Parallel Python (biblioteca open source em Python para computação paralela em rede e local) e foi sustentável. Não se trata portanto da potência de pico de processamento. A potência pico foi de 22,32 TFlops.

O cluster serve para montagem sob demanda e por períodos variáveis de supercomputadores para os mais diversos tipos de tarefas. Está acessível a qualquer empresa por baixos valores de locação da potência de processamento desejada. (o cluster é escalável pelo menos até 100 TFlops atualmente se necessário, com a simples adição de mais nós de processamento à nossa rede)

Mais informações sobre a estrutura e sobre como contratar os serviços de supercomputação sob demanda, por favor visite:

http://bsrsoft.com.br/portal/super-computacao/